Slow Food

Hoje não tem receita, tem um post sobre o movimento Slow Food Brasil, que deixou comentário no post abaixo.

O Slow Food surgiu na Itália em 1989 como contraponto ao fast-food, mas vai muito além disso: é uma associação internacional que reúne pessoas apaixonadas por gastronomia, comunidades de pequenos produtores de alimento, pesquisadores e chefs gourmets. Realiza diversas ações para preservação da biodiversidade e pela adoção do consumo consciente. É um movimento que celebra o prazer de se alimentar, valoriza os modos tradicionais de se preparar os alimentos e brinda a variedade e a qualidade da comida.

O Slow Food segue o conceito da ecogastronomia, conjugando o prazer e a alimentação com consciência e responsabilidade, reconhecendo as fortes conexões entre o prato e o planeta. Hoje conta com mais de 80.000 associados.

No Brasil, os programas Slow Food protegem e promovem produtos brasileiros como: Arroz Vermelho, Babaçu, Bergamota Montenegrina, Castanha de Baru, Farinha de Batata Doce Krahô, Feijão Canapu, Pirarucu, Guaraná Nativo Sateré-Mawé, Marmelada de Santa Luzia, Néctar de Abelhas Nativas Sateré-Mawé, Palmito Juçara e Umbu.

Saiba mais: http://www.slowfoodbrasil.com/

(PostRating: 0 hits today, 0 yesterday, 49 total, 2 max)

One Response to “Slow Food”

  1. Rafael Reinehr

    João, não conhecia esse teu lado “culinário”! Isso ia dar caldo lá no OPS! A Sandra já falou contigo sobre O Pensador Selvagem? Vamos embarcar nessa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *