Bolo de pão de queijo

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de leite
  • 1 xícara (chá) de óleo vegetal
  • 3 ovos
  • 3 xícaras (chá) de polvilho azedo
  • 1/2 xícara (chá) de queijo parmesão ralado
  • 300g de mussarela em fatias picadas
  • 2 colheres (sopa) de fermento em pó
  • 1 pitada de sal

Modo de preparo:

Coloque o óleo e o leite em uma vasilha funda; quebre os ovos, um a um, batendo-os ligeiramente e acrescente-os à vasilha. Bata levemente e junte o polvilho, misturando bem. Junte o parmesão, a mussarela, o sal e o fermento em pó e mexa bem.

Passe a massa para uma forma de buraco, sem untar, e leve ao forno por 40 minutos ou até que se forme uma crosta. Desenforme depois de morno e sirva com café.

Risoto Tropical

Mais uma receita criada por blogueiro, dessa vez o Gustavo Cardoso. O nome Tropical é pelo simples fato de ter ficado colorido. 🙂

Risoto Tropical

Rendimento: 2 porções médias (dá para duas pessoas)

Ingredientes:

– 1 cebola média picada
– 1 tomate médio picado
– 5 pedaços de tomate-seco picados
– 1/2 linguiça calabresa picada em cubos
– 1/2 pimentão verde
– 1/2 lata de milho verde
– 1/2 xícara de vinho branco suave
– 1/2 caixinha de creme de leite
– 1/2 pimenta vermelha (dedo de moça)
– queijo parmesão ralado à gosto
– sal à gosto
– pimenta do reino à gosto
– manjerona à gosto
– 4 colheres grandes de arroz já pronto (podem ser 6 colheres se for um pouco menor)
– azeite ou margarina culinária para fritar

Modo de preparo:

Bom, não tem muito segredo. A idéia principal é utilizar o mínimo de azeite/margarina possível, uma vez que o tomate-seco dependendo de onde se compra já vem com azeite. Aqueça o azeite ou derreta a margarina culinária, acrescente a calabreza e deixe dourar. Acrescente a cebola e deixe murchar. em seguida coloque o milho verde, o tomate seco e refogue por uns 3 minutos. Coloque o tomate e deixe dar mais uma refogada. Acrescente o sal, a pimenta do reino, a manjerona e a pimenta vermelha. Mais doi sminutos refogando e já pode acrescentar o vinho branco. Mexa bem para que todos os ingredientes entrem em contato com o vinho. Quando o vinho reduzir acrescente o pimentão verde e refogur no máximo por 1 minuto e meio para que o pimentão não fique muito mole. Acrescente o arroz. Misture bem e coloque o creme de leite. Se necessário pode se colocar maisum pouco de margarina. Deixe o creme de leite reduzir o suficiente, mas mantenha o arroz úmido. Retire do fogo, faça as porçoes nos pratos e polvilhe com queijo parmesão. Está pronto.

Observações:

Essa receita foi feita com arroz já pronto e de preferência que esteja bem soltinho. Quem quiser, pode adaptar e fazer com o arroz crú, mas lembre-se de colocar o pimentão e o tomate somente no final, pois senão eles derretem.

Picadinho Copacabana

O prato, criado no Hotel Copacabana Palace e que se espalhou pelo mundo, vai representar o Rio de Janeiro na ilha de pratos típicos do restaurante da Vila do Pan.

INGREDIENTES:

600 g de filé mignon
1 cebola média
2 dentes de alho
pimenta a gosto
azeite e sal

MODO DE PREPARO:

Refogue a cebola sem corar, adicione o alho picado, coloque logo em seguida em fogo alto a carne cortada em cubinhos e a retire antes de soltar água. Depois, cozinhe um pouco mais em fogo baixo com caldo de carne.

ACOMPANHAMENTOS:

Arroz, farofa de ovo, banana à milanesa, batata noisette e mistura de ervilha, champignon e tomate cereja.

(fonte: O Dia Online)

Mais uma receita da Sandra

Outra receita inventada pela Sandra, testada e aprovada:

Macarrão ao alho, óleo, camarão e pinoli (2 pessoas)

Ingredientes

– 200 g de Capelini no. 1 da Barila. (parece cabelo de anjo, só mais grosso)
– Parmesão ralado a gosto
– Molho

“Molho”

– Camarões médios limpos, sem casca e cortados em 3. Usei uns 12…
– Uma colher (sobremesa) de margarina (uso sempre margarina com o camarão. Não “pega” o gosto e deixa o camarão, mesmo frito, macio. Não resseca)
– Óleo que forre o fundo de uma frigideira média
– Sal a gosto
– Uma colher rasa (sobremesa) de alho picado
– Uma colher (sobremesa) de pinoli

Modo de fazer

Derreta a margarina no óleo. Junte os camarões, alho, o sal e o pinoli na frigideira. Deixe cozinhar e, quando a água do camarão secar, fritar até o alho ficar dourado.

Cozinhe o macarrão (uns 4 min) com um fio de óleo e sal e escorra bem. Despeje numa tigela e misture o queijo ralado com o “molho”.

Camarão no Forno

Mais uma receita blogueira, inventada pela Sandra, testada e aprovada!

Camarão no Forno

Ingredientes

  • 18 camarões sem casca, limpos, cortados ao meio e “abertos”
  • 1 colher (sopa) rasa de alho picado
  • 1 colher (sobremesa) de margarina
  • Sal a gosto
  • Pimenta do reino a gosto
  • 1 talo (ou folha) de cebolinha picadinha
  • ½ colher (chá) de salsinha picadinha

Modo de preparo

Misture, num recipiente, o sal, alho, pimenta, cebolinha, margarina e a salsinha até a margarina “sumir”.

Numa assadeira (antiaderente ou forrada de papel alumínio) coloque os camarões e vá passando a mistura no meio de cada um.

Coloque no fogo médio (220º C) por 12 minutos (ou até a margarina começar a “queimar” no fundo da assadeira).

Tem até foto:

Camarão no Forno

Molho de tomate assado para saladas e massas frias

Ingredientes: 3 a 4 tomates bem maduros de tamanho de médio para grande (não pode ser do tomate tipo salada); 1/4 de uma cebola grande ou 1/2 de uma média; 1 dente de alho descascado; 50ml de caldo de legumes sem gordura; 2 colheres (de sopa) de azeite extravirgem;1 colher (de sopa) de vinagre de vinho branco; sal e pimenta-do-reino que bastem; 20 a 30 folhas de manjericão (da variedade de folhas pequenas) ou 12 (se forem do manjericão graúdo); 1 colher (de sopa) de salsinha e cebolinha picadas.

Modo de fazer:

Lave e corte os tomates em quatro partes; elimine as sementes. Coloque numa assadeira pequena junto com a cebola e o dente de alho e deixe no forno aquecido em temperatura alta por cerca de 30 minutos para o tomate e a cebola murcharem bem. Retire do forno e passe os tomates por uma peneira apertando bem ou de preferência por um passador de legumes (passe-vite). Reserve. Coloque num liquidificador a cebola assada, o dente de alho, o caldo de legumes, as colheres (de sopa) de azeite e o vinagre. Bata e ponha numa vasilha.

Junte o tomate e tempere com sal e pimenta-do-reino. Na hora de utilizar o molho acrescente as folhas de manjericão picadas com tesoura e a mistura de salsinha e cebolinha.

Nota: Este molho vai muito bem com uma salada de massa com frutos do mar. A pouca quantidade de azeite poderá ser aumentada conforme seu gosto e … sua dieta!

Rendimento: Para quatro a seis pessoas

Molho básico de tomate e suas incrementações

Ingredientes: 5kg de tomates bem maduros; 3 cebolas graúdas; 5 cebolinhas verdes; 5 ramos de salsa; 2 folhas de louro; 3 dentes de alho graúdos; 3 colheres (de sopa) de azeite; 1 colher (de chá) de sal; 1 colher (de café) de açúcar (opcional)

Modo de fazer

Lave muito bem os tomates. Pique cada um em quatro pedaços, no sentido do comprimento, conservando as peles e as sementes. Descasque as cebolas e pique grosseiramente. Pique o alho.

Leve ao fogo uma panela de tamanho suficiente. Coloque o azeite e a cebola. Refogue um pouco, sem pegar cor. Junte o alho, os tomates cortados, sal, salsinha, cebolinha verde e louro. Deixe cozinhando em fogo médio, com a panela destampada. Não se preocupe em adicionar água, porque os tomates soltam muito líquido. Depois de ferver um pouco, vai começar a se formar uma espuma na superfície. Vá removendo com uma escumadeira fina ou com uma concha.

Depois de um cozimento de cerca de 45 minutos, quando os tomates já estiverem completamente desfeitos, retire do fogo, retire os verdes e passe o restante por uma peneira fina, apertando bem. Você deverá obter um molho de linda cor vermelha (a maior parte da cor está na casca, que você não retirou), só que ainda faltando as incrementações que fará de acordo com o uso. Se quiser “estocar” uma parte, este é o momento ideal para separar.

Incrementações:

Molho de tomate simples, para servir com spaghetti e parmesão ou usar num prato à parmegiana: acabe de temperar, usando caldo de galinha em vez do sal e gotas de molho de pimenta.

Para massa al pomodoro e basílico: o mesmo molho acima, com pedacinhos de tomate sem pele e sem sementes e com folhas de manjericão cortadas e colocadas no molho na hora de servir.

Spaghetti alla Caprese: o molho pomodoro e basílico, acrescido (na hora de misturar com a massa) de pedacinhos de mozarela de búfala cortada em pedaços médios, de uns 3cm de lado.

Spaghetti della Nona Bottino: quando o Rodolfo Bottino ainda era só conhecido como bom ator, deu aulas de culinária no Gourmet. Ensinou o molho de tomate das macarronadas dominicais de sua avó italiana: tudo como o nosso molho básico, mas com o acréscimo de um frango cortado, incluindo as aparas (pés, pescoço etc.).

Rendimento: Para quatro a seis pessoas

Geleia picante de tomate vermelho

Ingredientes: 1kg de tomates maduros e graúdos sem ser do tipo para salada; 2 colheres (de sopa) de azeite extravirgem;1 cebola de tamanho médio, muito bem picada; 1 ou 2 dentes de alho (à sua escolha) picados; 1 colher (de chá) de pimenta vermelha picada; 1 pedaço de canela em pau; 1 colher (de chá) de cominho (opcional); 50g de manteiga sem sal (1/4 de pacote); 2 colheres (de sopa) de açúcar; ramo de tomilho; sal e pimenta-do-reino que bastem.

Modo de fazer:

Retire a pele dos tomates fazendo um X com uma faca afiada na parte de cima; coloque numa vasilha e cubra com água fervendo. Deixe por um ou dois minutos, escorra. A pele sairá com facilidade. Elimine as sementes e pique grosseiramente.

Coloque o azeite numa panela suficiente para todos os ingredientes, leve ao fogo e refogue a cebola e o alho por aproximadamente cinco minutos. Acrescente os temperos (pimenta vermelha, cominho, tomilho, sal e pimenta-do-reino) e cozinhe por cerca de dois minutos.

Junte tomate, o pau de canela, a manteiga e o açúcar e cozinhe em fogo de médio para baixo por cerca de 30 minutos. Deverá ficar com consistência de geléia. Prove e corrija os temperos. Coloque numa vasilha com tampa e guarde na geladeira. Essa geléia se conserva na geladeira por cerca de duas a três semanas.

Nota: É excelente acompanhamento para carnes de porco, hambúrgueres, sanduíches e peito de frango.

Rendimento: Para quatro pessoas

Extra-virgindade

Existem milhares de tipos de azeites de oliva pelo mundo todo. No Oriente, incluindo a China e a Tailândia, os melhores produtos são usados não na cozinha, mas para cosméticos, cremes e massagens.

O extra-virgem é feito com a primeira espremedura a frio, moe-se tudo junto, e aquela azeitona amarga, horrível se transforma num óleo de sabor inigualável, adocicado e absolutamente saudável. O interessante é que o bagaço dessa moagem é combustível para as caldeiras que movimentam as fábricas, que sempre são no campo, ao lado dos olivais.

Para ser extra-virgem, a azeitona tem que ser processada em poucas horas, não pode ser ferida ­– por isso embaixo de todas as oliveiras tem uma espécie de expansão, como um colchão de espuma para o fruto não furar nem ser machucado – e tem no máximo 0,5% de acidez (no caso, ácidos graxos, maus para o colesterol). O restante, 99,5% de ácidos oléicos, são excelentes para o colesterol. Não emagrecem, são apenas bons para a saúde.

Hoje em tudo que é supermercado já se encontram os extra-virgens Borges, por exemplo. Temos os monovarietais, produzidos com um único tipo de azeitona. O que vem escrito na embalagem só extra-virgem, é na verdade um blended (mistura) de vários monovarietais. Vale a pena dar uma puxadinha no orçamento e ter este produto de primeiríssima. O importante é que seja na salada ou cozido. A gente tá precisando dar umas azeitadinhas na mesa do brasileiro.

SALADA DE FOLHAS COM VINAGRETE DE VINHO BRANCO

INGREDIENTES

2 tomates sem pele e sem sementes
1 cebola média picada
1 xícara de chá de cebolinha verde picada
1/2 xícara (chá) de vinho branco
4 colheres de sopa de vinagre de vinho branco
1/2 xícara (chá) de azeite extra-virgem
Sal e aroeira (pimenta) a gosto

MODO DE PREPARO

Coloque em uma tigela os tomates e a cebola, picados em cubos pequenos, a cebolinha, o vinho, o vinagre, o sal e a pimenta. Mexa com cuidado. Regue com o azeite e deixe descansar na geladeira por 10 minutos.

MOLHO DE QUEIJO PRATO COM REQUEIJÃO PARA SERVIR COM CARNE VERMELHA OU MASSA

INGREDIENTES

3 colheres(sopa) de azeite extra-virgem
1/2 xícara (chá) de vinho branco
1 tablete de caldo de galinha
1 xícara (chá) de queijo prato picado
3 colheres (sopa) de requeijão cremoso

MODO DE PREPARO

Coloque em uma panela o azeite, o vinho e o caldo de galinha (esfarelado). Leve ao fogo e deixe por 2 minutos. Junte o queijo e cozinhe até derreter. Misture o requeijão e retire do fogo.